Translate this Page



Partilhe este Site...

Links do Autor

    


A História de São Sebastião das Águas Claras
A História de São Sebastião das Águas Claras

 

     A origem do arraial é muito antiga e está ligada aos bandeirantes pioneiros Fernão Dias e seu genro Borba Gato. Eles andaram por aquelas matas e deram os nomes primitivos respectivamente do ribeirão dos Macacos e do córrego dos Feixos. Duas circunstâncias se unem para o nascimento do arraial: o ouro e a estrada. Considerando a situação geográfica de Macacos, na forma de um cone, banhada pelos córregos das Taquaras, Fundo, Tamanduá e Marumbé que despejam suas águas no Ribeirão de Macacos, condições que formaram um caminho que atraiu um grande número de mineradores que por conseqüência criou um centro consumidor e pressionou a criação de um outro centro abastecedor.

     Macacos começou a ser povoado na primeira metade do século XVIII e, já em 1740, constava como arraial no censo populacional realizado na Vila de Sabará. O Arraial de Macacos, como também é conhecido o povoado, “chegou a ser um povoado animado”, embora de prosperidade efêmera, e tem seu crescimento ligado à exploração de ouro no chamado “Descoberto dos Macacos”,quando ocorre em minas uma próxima das outras.. Mineradores e comerciantes locais fizeram construir uma rústica capela para ofícios e festas religiosas. Hoje demolida, mas o local ainda é conhecido pelos moradores como Capela Velha. A atual capela conhecida como "São Sebastião" foi construída na segunda metade do século XVII e reformada em 1801, passou por reparos posteriores, sendo restaurada recentemente.

     São Sebastião das Águas Claras difere de todos os outros bairros e distritos do município de Nova Lima tendo vida própria e caracteres inconfundíveis. Guarda ainda hoje algumas construções da época colonial e outras mais recentes. A ocupação principal é a extração de minério de ferro. O comércio é animado pelos turistas que freqüentam as cachoeiras, pousadas, restaurantes e bares do arraial nos fins de semana. A fama do doce de leite de Macacos vai longe e a medicina caseira a base de chás é muito praticada. O dia de São Sebastião é 20 de janeiro, mas já se tornou tradição em Macacos ser comemorado no último domingo de agosto. A festa atrai grande número de fieis e turistas e é a maior do calendário de eventos do distrito.

 

Copyright © Elmo Gomes - Todos os direitos reservados

                                        

                                                   

 

                                                          

                                                           

topo